Que venham seus olhos, suas mentes, suas vozes e através de suas interpretações modifiquem minhas intenções iniciais.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Instante Pleno

Nossos pés tocam o chão
Chão no mundo, mundo posto no universo
Nossos lábios com o beijo criam uma conexão
Beijo posto, nosso elo

Tudo o que é belo nos alcança nessa hora
Outrora solitários neste instante somos um
Corações descompassados nesse tempo/espaço
Ritmados pelo sentimento confuso e bom
Flutuamos para longe da matéria em outra dimensão

Ao distanciarmos nossas bocas
Ao término desse beijo
Um pouco de um fica no outro
Lacunas internas preenchidas por desejos
A mente padece para assimilar as reações que o corpo sente

Nossas mãos ainda entrelaçadas
Nossos corpos vibrando impedem a mente de agir
Paralisados e hipnotizados não conseguimos fugir
Do que sentimos e do que tememos sentir.


Adriana Muller e Osmar Souza.

2 comentários:

Maria Grillo disse...

.....sensações abstratas e complexas transformadas em palavras...

Osmar S. de Souza disse...

Gestos formam sentimentos, que transformam-se em pensamentos, pensamentos transcritos em palavras...nossos versos...